News

Pink Floyd está vendendo seu catálogo de músicas por US$ 725 milhões

O Pink Floyd quer vender seu catálogo de gravações e composições por pelo menos US$ 500 milhões, o que pode ser uma das maiores vendas da história da música.

De acordo com uma fonte não identificada, Pink Floyd está lucrando com músicas passadas vendendo seu catálogo e o poder de criar produtos da banda.

Bloomberg informou que a banda está intermediando um acordo com distribuidores que pode se transformar na maior venda de música da história.

Patrick McKenna, que está representando a banda, ainda não comentou a venda, mas a fonte disse que os potenciais compradores incluem Warner Music Group Corp., Sony Music Entertainment e BMG.

A banda britânica de psych-rock lançou alguns dos álbuns mais populares de todos os tempos, incluindo Dark Side of the Moon e A parede.

A banda não seria a primeira a lucrar com seu catálogo, Bob Dylan vendeu recentemente suas gravações para a Sony Music em um acordo estimado em mais de US$ 150 milhões. Ele também vendeu seu catálogo para a Universal Music por entre US$ 200 milhões e US$ 300 milhões.

O Pink Floyd escolheu McKenna para cuidar de todo o processo porque os roqueiros lutaram para se dar bem há décadas.

Três anos depois de formar o então vocalista Syd Barrett desistiu da banda. Mais tarde, em 1985, o cantor e baixista Roger Waters também deixou a banda e processou colegas de banda pelo uso do nome.

Espero que McKenna consiga um bom negócio para a banda para que eles possam se separar.